Percepção

IMG_20150609_064513105_HDR

Dia Chuvoso

Quase noite, um lado do céu cinza e o outro a se acinzentar;
Sinto a umidade em meus pulmões.
Descalço, de costume, sinto o chão aos meus pés;
Cada terreno, interessante a sua maneira, cada vez mais interessante.

Mas, o vento anuncia;
O monocromático céu instável, perturbado.
Alta concentração de vapor d’água, precipitação, umidade e caos;
Da mesma que sinto confortavelmente em meus pumões.
Adorável clima;
Que me faz sentir.

Me lembra o quão prazeroso é sentir.

Singularidade

Quando a gente percebe que todos os dias estão sendo iguais, numa rotina persistente, encontramo-nos numa máquina do tempo. Para o futuro, inevitável.

Prevísivel e levemente desagradável, para uns, será a surpresa. Por mais que, depois de toda água passada, a essência seja a mesma.

Paz

Contraste

Abissal

Tão frio… E escuro…
Gosto de morte…
O que é morte?

Tudo tão frio…
E escuro, azul escuro.
Tão belo e ao mesmo tempo sombrio;
Dentro de uma…. Penumbra?

Quando novamente volto;
Percebo que estou abrindo os olhos;
Imploro desesperadamente pelo fim, mas nada ouço.
Sinto muito frio, e esse gosto….
E então, a penumbra me abraça;
E decaio.
Próximo, mas, não no abismo.

Após tanto tentar, perco minha força;
Cedendo o controle para meu outro “eu”.
E deste ato;
Não quero me esquecer da solene cor azul escura.

Só mais uma promessa

Sim, voltarei a olhar sem necessidade enquanto penso. Porque assim é melhor. Mas, desta vez, lembrei de anotar. Para não mais esquecer uma antiga mania. Pra não esquecer quem fui, para me resgatar em mim mesmo. Para não me perder no tempo, ou melhor, no que o tempo me impôs.